BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Se você acha que a educação no Brasil não tem mais jeito, vai se surpreender com este projeto.

Álgebra, mol e hidrostática são exemplos de disciplinas que estudamos em sala de aula e dificilmente usamos em nossas vidas.

No entanto, os desafios relacionados à inteligência e controle emocional nos rondam quase o tempo inteiro. Então porque isso não é ensinado nos colégios?

Pensando nisso, o projeto MinEduca está levando a meditação para escolas públicas do Espírito Santo. O objetivo é desenvolver a inteligência emocional, a capacidade de concentração e de se relacionar com outros.

Se você acha que a educação no Brasil não tem mais jeito, vai se surpreender com este projeto.

A ideia de incluir a meditação nas escolas surgiu após o sucesso de um projeto piloto, realizado em 2014 na Serra, na Grande Vitória.

Agora, 12 escolas de todo o Estado incluíram a disciplina no currículo escolar e o objetivo é expandir ainda mais o projeto.

Se você acha que a educação no Brasil não tem mais jeito, vai se surpreender com este projeto.

“Essa formação abordará a relação da pessoa consigo mesma, com suas ações no mundo e com a vida. Tem, ainda, o propósito de estimular a transformação pessoal de educadores em torno dos seguintes aspectos: emoções, atenção, convivência e processo decisório. Proporcionando, assim, a mudança de comportamento em seus contextos de vida”, afirmou Regina Migliorini, consultora em Cultura de Paz da Unesco que está colaborando com o projeto.

Se você acha que a educação no Brasil não tem mais jeito, vai se surpreender com este projeto.

Gostou da iniciativa? Compartilhe com um amigo.

Compartilhar no Facebook