BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

A dançarina profissional Cassandra Naud nasceu com uma grande marca sob o olho direito. Agora com 22 anos Cassandra aceita muito bem sua característica única, mas nem sempre foi assim. Quando mais nova ela implorava por uma cirurgia que a deixasse “normal”. Você pode imaginar como foi a juventude de Cassandra. As piadas, as brincadeiras bobas… Tudo isso porque além da mancha, a dançarina também tem hipertricose — uma doença extremamente rara caracterizada por um crescimento excessivo de pelos.

Esta é Cassandra Naud. Ela nasceu com uma marca embaixo do olho direito.
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

Ela passou a vida inteira ouvindo pessoas dizendo que ela deveria remover sua marca de nascença…
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.


…mas ela preferiu aceitar o jeito que ela é.
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

“Minha marca de nascença é importante pra mim. Ela me faz única e memorável, o que é especial para a carreira que eu escolhi”, diz Cassandra
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.


Aliás, a mancha não impediu que ela encontrasse o amor!
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

Ela desconsiderou cirurgia plástica depois que descobriu que isso poderia deixar cicatrizes em seu rosto
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.


Certa vez um agente de moda pediu para que as fotos de Cassandra passasse por Photoshop…
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

“Para agrada-lo eu aceitei, mesmo achando o pedido horrível. Depois eu mudei de ideia e não quis que editassem meu rosto”
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.


Era muito difícil para ela ser confiante na escola
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

“A crueldade de algumas pessoas era difícil de lidar e por muitas vezes eu chorei. Eu me sentia feia — mesmo por um breve momento”
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.


“Os tempos estão mudando e não se preocupe em parecer normal. Não deixe que ‘valentões’ ofendam seu orgulho.”
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

“A minha marca de nascença me faz diferente e agora eu não vejo isso como um problema”
Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.


Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.


Pessoas diziam para ela tirar sua marca de nascença… mas ela escolheu aceitar sua individualidade.

A história de Cassandra dá força a movimentos contra os padrões de beleza. Ser diferente não deve ser um problema. Aceite como você é. Se quiser, você pode compartilhar a história de Cassandra com seus amigos clicando no botão abaixo.
Sobre:

Fonte: Awebic

Compartilhar no Facebook