BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Mulher com síndrome de Down se aposenta depois de 32 anos trabalhando no McDonald's

Nesta segunda-feira, Freai David, de 52 anos, se despediu de seu emprego no McDonald's onde fritava batatas. Depois de 32 anos de trabalho, a mulher que começou a trabalhar no então único McDonald's na cidade de Needham, no estado de Massachusetts.

Freai, que tem síndrome de Down, conseguiu entrar nesse emprego a partir de um projeto de sua cidade que colocava adultos com problemas cognitivos trabalhando junto à comunidade.

Enquanto seus colegas não conseguiram se adaptar, ela amou o trabalho que fazia. Aos 18 anos, quando começou, ela sempre fritava batatas e até completar 52 anos, estima-se que ela fritou cerca de 450 mil quilos delas!

Cinco dias por semana, a rotina da funcionária era chegar cedo e conta-se que ela já estava dançando em frente a sua estação de fritura logo de manhã. Aos sábados ela almoçava no restaurante para ver os amigos e levava sua mãe como companhia, além de gostar de fazer visitas em seus dais de folga.

Ela só parou de trabalhar porque sua mãe, Anneliese, uma senhora de 90 anos e bem energética, notou que a filha está começando a esquecer as coisas. Ao chegar na meia-idade é comum que as pessoas com síndrome de Down tenham sintomas de demência. Assim, a gerência anunciou a aposentadoria de Freai e convidou a comunidade para uma festa em comemoração aos anos de serviço dedicado dessa funcionária inesquecível!

Mais de 100 pessoas lotaram a loja. Clientes fiéis, ex-vizinhos, outros adultos deficientes, parentes e amigos, foram prestar essa homenagem tão calorosa. Todos desejaram uma boa aposentadoria para Freai, regados com muito bolo, presentes e amor! "Eu estou sem palavras. Achei que ia ter uma festa, mas não algo assim", disse Anneliese em entrevista.

Sobre:


Best of Web

Compartilhar no Facebook