BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Internautas se revoltam com personagem de Edu Sterblitch e acusam programa Pânico de racismo

Um quadro do programa Pânico na Band, que faz paródia ao reality show de culinária Masterchef, gerou a revolta de internautas nas redes sociais.

Internautas se revoltam com personagem de Edu Sterblitch e acusam programa Pânico de racismo

Em Pânico´s Chef, o humorista Eduardo Sterblitch se pinta de preto para interpretar Africano, um personagem com comportamento selvagem que se expressa através de gritos e grunhidos.

Muitas pessoas manifestaram sua indignação na internet. No Facebook, a página Repúdio ao Racismo do Personagem O Africano do Programa Pânico na Band exige o fim do quadro. O evento, com mais de 1,7 mil confirmados, foi criado para pressionar a emissora a extinguir a atração. Em sua descrição, os organizadores acusam o programa de racismo e humilhação contra o povo africano.

— Nós cidadãos que lutamos por uma sociedade justa e igualitária a todos e todas estamos juntos mostrando nossa indignação a mais um show de racismo em nome da "arte e entretenimento" da TV brasileira. Nós exigimos um BASTA nesse entre tantos os outro personagens, que põe o negro em posição de animal, e reforça o RACISMO que humilha preto, que nos coloca como ignorantes. REPUDIAMOS à maneira nojenta em que retratam os povos da Africa a fim de intensificar o mito de que tudo que vem da Africa e todo seu povo não tem educação e merece gargalhadas de escárnio. Nós exigimos o fim deste quadro que não tem outro objetivo a não ser humilhar um povo e raça.

R7 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Band, mas ainda não obteve um posicionamento oficial da emissora.

Já no perfil contra o personagem na rede social, um seguidor postou uma suposta resposta da direção do programa. Nos comentários, uma internauta sugeriu que o movimento negro abra um processo contra a Band, enquanto outro propôs um protesto em frente à emissora.

Veja na íntegra:

RESPOSTA DO PÂNICO

O “Pânico” disse, por meio de sua assessoria, que o personagem ficará fora do ar.

 

“O Pânico em nenhum momento quis ofender ninguém, tanto que no quadro em que o personagem foi ao ar, o Pânico’s Chef, tem diversos outros personagens de diferentes etnias, japonês, nordestino, por exemplo, que preparam pratos típicos das regiões que moram, enfim, nenhum deles foi criado para ofender”, respondeu a assessoria.

Sobre:

Via R7

Compartilhar no Facebook