BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Como um bebê que viveu menos de 2 horas ajudou a salvar a vida de uma pessoa

Algumas vezes, o que pode parecer uma péssima notícia para uma pessoa acaba sendo uma mudança transformadora para outras. E, sem dúvida, foi esse o caso do bebê Teddy Houlston, que acaba de se tornar o doador de órgãos mais jovem da Grã-Bretanha, com menos de duas horas de vida.

O bebê havia sido diagnosticado com anencefalia enquanto ainda estava na barriga da mãe,Jess. A doença rara impede o desenvolvimento do cérebro e do crânio da criança e faz com que bebês com a doença sobrevivam no máximo por algumas horas.

Como um bebê que viveu menos de 2 horas ajudou a salvar a vida de uma pessoa

Após o diagnóstico, os médicos sugeriram que a mãe realizasse um aborto, mas ela decidiu que, mesmo que passasse apenas 10 minutos com o bebê, o tempo seria precioso. Mike Houlston e Jess Evans, pais de Teddy, comentam a doação: “Ele viveu e morreu como um herói. É impossível explicar o orgulho que sentimos dele“.

Os rins de Teddy foram transplantados através de uma cirurgia inovadora apenas 3 minutos após sua morte, no Hospital da Universidade do País de Gales, e salvaram a vida de um adulto. Os pais comentam ainda que o transplante os ajudou a lidar com o luto de uma maneira positiva.

Veja as imagens dessa incrível história de amor entre seres humanos:


Como um bebê que viveu menos de 2 horas ajudou a salvar a vida de uma pessoa
Como um bebê que viveu menos de 2 horas ajudou a salvar a vida de uma pessoa
Sobre:

Via Hypeness

Compartilhar no Facebook