BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

O câncer tinha voltado duas vezes. Foi aí que David resolveu experimentar um tratamento com maconha

Este inglês de 33 anos nunca havia usado drogas em sua vida. Mas foi através do óleo retirado de uma delas que ele sobreviveu ao câncer.

O câncer tinha voltado duas vezes. Foi aí que David resolveu experimentar um tratamento com maconha

David Hibbitt, morador de uma pequena cidade no noroeste da Inglaterra, recebeu uma sentença de morte: todas as possibilidades tinham se esgotado – o câncer que consumia seu intestino não tinha cura.

Ele tinha uma namorada, um filho pequeno e muitos planos pela frente. Quando sugeriram a ele, no início do tratamento, o uso do óleo de cannabis (óleo de maconha), ele descartou na hora, achando que seria como usar drogas.

O câncer tinha voltado duas vezes. Foi aí que David resolveu experimentar um tratamento com maconha

Quimioterapia, radioterapia e uma cirurgia para retirada do órgão: nada deteve o câncer

David foi diagnosticado com câncer pela primeira vez em julho de 2012. Fez vários tratamentos e inclusive uma cirurgia para retirada de parte do intestino. Em fevereiro de 2014, os médicos disseram a ele que era um doente terminal: teria alguns meses ou, no máximo, poucos anos de vida.

Nesta hora eu vi que não tinha nada a perder. Fui para a internet e encontrei muitas informações (sobre o uso de óleo de cannabis).

A ideia do tratamento alternativo não foi bem aceita por seus familiares: era uma substância de uso proibido na Inglaterra e sem comprovação científica de eficiência.

O câncer tinha voltado duas vezes. Foi aí que David resolveu experimentar um tratamento com maconha

Resultados impressionantes

Assumindo o risco e mesmo sem apoio em casa, o jovem inglês resolveu usar o óleo. No início, tomava as doses e seguia com a quimioterapia. Em pouco tempo ele percebeu que estava mais disposto, com apetite e menos cansado: o óleo havia amenizado os efeitos colaterais da quimio.

Alguns meses depois, David surpreendeu a todos novamente e deixou o tratamento médico tradicional. “Eu via que a quimioterapia estava me matando”, afirmou em entrevista.

Em janeiro deste ano, após meses de tratamento com o óleo, um exame decretou: a cura era completa.

David passou a olhar para o futuro com esperança. Assim como ele, Heather Martin, sua namorada há 6 anos, que esteve sempre a seu lado, revelou:

No início, não queria que ele fizesse este tratamento, por ser ilegal. Quando vi que estava dando resultados, me acostumei a isso. Ele é determinado, queria viver. Não consigo pensar minha vida sem ele.

O câncer tinha voltado duas vezes. Foi aí que David resolveu experimentar um tratamento com maconha

Vida nova!

David e Heather se casaram em abril deste ano, em uma celebração à vida. “Não podia acreditar que isso (a cura) fosse acontecer, é maravilhoso! Estou com os dedos cruzados agora, torcendo para que eu possa envelhecer! Me sinto muito bem e espero que minha história possa ajudar outras pessoas.”

O câncer tinha voltado duas vezes. Foi aí que David resolveu experimentar um tratamento com maconha

A cura pelo uso do óleo de cannabis ainda não tem respaldo científico. No Reino Unido, o Cancer Research UK, centro de pesquisas sobre câncer, está atento a esta possibilidade, mas é cauteloso ao afirmar que não existem provas suficientes para recomendar o tratamento.

A história de David Hibbitt foi muito repetida em todo o Reino Unido, desde a divulgação dos resultados em janeiro. Neste vídeo, que infelizmente não tem legendas em português, ele dá um depoimento em apoio da liberação do óleo de cannabis para tratamentos e pede mais pesquisas nesta área.

Sobre:

Via Awebic

Compartilhar no Facebook