BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Mulher vence um câncer quase incurável por amor às filhas e para dar um grande exemplo

Até que ponto você é capaz de lutar para vencer suas adversidades? Há algum limite para sua determinação? E o que te faz ter forças para se superar?

Muitas vezes, a vida nos testa sem dó nem piedade. Ela nos coloca em situações que definem o quanto almejamos nos fortalecer ou se simplesmente nos renderemos e aceitaremos nossa fraqueza.

E a este teste, a vida impôs à engenheira civil curitibana de 54 anos, Maria Isabel Francisca Lacerda do Amaral Simona, ou apenas, Isabel Amaral.

Mulher vence um câncer quase incurável por amor às filhas e para dar um grande exemplo

Há 15 anos, a paranaense acabara de ter sua segunda filha, Luisa. Casada, ela já era mãe de uma outra menina, Gabriella, na época com 2 anos. Contudo, após o parto da recém-nascida, Isabel começou a queixar-se de fortes dores no abdômen.

Foi neste momento que ela recebeu uma notícia que mexeria com toda sua trajetória: os médicos a diagnosticaram com um tumor no ovário de mais de 2 kg. Para se ter uma ideia da gravidade da situação, o câncer de ovário, dentre todos os tipos de câncer presentes em mulheres, é o que possui a mais baixa taxa de sobrevivência.

Mas, Isabel não se abalou e em momento algum baixou a guarda de seu espírito. Católica devota, aliou sua fé ao grande desejo de viver, principalmente para que estivesse com suas pequenas filhas e pudesse criá-las.

Mulher vence um câncer quase incurável por amor às filhas e para dar um grande exemplo

Para tratar-se, passou por duas cirurgias, sendo uma para retirar o tumor e outra exploratória para verificar os demais órgãos e retirar o útero e ovário remanescente. Além disso, foram seis sessões de quimioterapia nos meses seguintes. Tudo isso em um período no qual também se dedicava a cuidar das filhas e do marido.

A batalha da guerreira curitibana foi recompensada e ela venceu a doença. Suas lágrimas, então, tornaram-se sorrisos.

Entretanto, a vida lhe tinha deixado mais surpresas reservadas. Seis meses após terminar o tratamento, seu marido pediu a separação. "Me vi como as torres gêmeas, primeiro ruiu minha saúde e depois minha vida sentimental", contou Isabel. E novamente, a mulher precisou ser forte para superar mais uma adversidade. E ela o fez.

Mulher vence um câncer quase incurável por amor às filhas e para dar um grande exemplo

Passados os períodos de turbulência, Isabel soube transformar seus problemas em uma fonte que a fez crescer como pessoa e como mulher.

Além de todo o amor e companheirismo dedicados às suas filhas, hoje, ela se dedica a cuidar do próximo. Isabel visita pessoas hospitalizadas, participa de programas sociais de apoio e superação da mulher, ministra palestras, faz missões em comunidades carentes e também acompanha e apoia atividades na Associação de Parkinson, após ter uma amiga diagnosticada com a doença.

Acima de tudo, mais do que dar um grande exemplo, Isabel se tornou um. Uma mulher que superou todas as provações em nome de sua família e vontade de viver. E como ela própria citou: "O sol nasce todos os dias, é um novo recomeço, renovemos as nossas esperanças".

Sobre:

Best of Web

Compartilhar no Facebook