BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Mulher portadora de câncer terminal volta da morte para passar uma surpreendente mensagem

Você acredita em vida após a morte? Muito creem que sim, enquanto outros excluem a possibilidade. De qualquer modo, o fato é que o assunto é polêmico, principalmente por envolver religião.

Contudo, a história que envolve Anita Moorjani, escritora nascida em Cingapura, é simplesmente inacreditável. E vai te deixar com uma pulguinha atrás da orelha.

Anita estava próxima da morte, pois sua condição de saúde era a pior possível. Ela lutava contra um câncer, sendo portadora do quarto estágio (o mais elevado) dolinfoma de Hodgkin, uma doença que faz com que células malignas se proliferem, causando uma série de graves enfermidades pelo corpo.

Mulher portadora de câncer terminal volta da morte para passar uma surpreendente mensagem

Os próprios médicos não acreditavam que ela pudesse sobreviver. Principalmente após ter entrado em estado de coma e ter vários de seus órgãos parando de funcionar. Entretanto, foi então que algo surreal aconteceu.

A escritora se curou da doença. Contra todos os diagnósticos, Anita venceu o linfoma, e o mais curioso é que não foi graças à medicina tradicional. A cura veio graças a uma EQM (Experiência de Quase Morte).

Anita conta que mesmo inconsciente, ela conseguia ver e sentir tudo que acontecia a seu redor. É como se sua alma tivesse se separado de seu corpo e ela estivesse "do outro lado".

Mulher portadora de câncer terminal volta da morte para passar uma surpreendente mensagem

Ela também ressalta que, durante sua experiência, ela teve uma forte sensação de paz e tranquilidade, mas também sentia muita dor. E mesmo que pareça contraditório, ela as sentia ao mesmo tempo.

De acordo com o relato, Anita entrou em uma outra dimensão. Enquanto seu corpo estava totalmente incapacitado e abatido pela doença, seu espírito viajava. E ela garante que no caminho, a ela foi dada uma escolha: voltar à vida ou continuar para sempre no plano da morte.

Sua escolha foi pela vida. Ela diz que o céu não se refere à visão tradicional de Paraíso ou lugar de descanso, mas sim, é um estado espiritual.

Segundo os médicos, o ocorrido, apesar de deixá-los perplexos, tem uma explicação. Eles ressaltam que a paciente pode ter tido uma rápida resposta ao tratamento da quimioterapia.

Mas não é nisso que Anita acredita. Ela garante ter visto a vida pelo ângulo da morte e que a experiência lhe trouxe maior clareza e compreensão do que jamais imaginou.

E você, no que acredita? Foi um milagre ou foi a medicina?

Afinal de contas, a morte nos daria uma segunda chance?

Compartilhar no Facebook