BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Medo: Aranha-Lobo leva Filhotinhos nas Costas para Conhecer o Mundo

Aranhas não são bichos muito fofinhos. Algumas podem entrar em seu corpo sem serem convidadas, outras são extremamente venenosas ou são capazes de comer pássaros inteiros. Porém, algo que ninguém pode dizer é que elas são mães ruins.

No vídeo abaixo, você confere o momento em que uma aranha-lobo levava seus filhotes para passear. Bobby Brown, um ex-aluno da Universidade de Northwest Missouri State, filmou a criatura que tinha o abdômen repleto de minúsculas aranhinhas. Segundo o rapaz, ela media aproximadamente 10 cm quando suas pernas estavam estiradas.

Perceba que a aranha anda na direção do cinegrafista, mas ele se afasta gradativamente dela. Porém, ao aproximar o zoom, ele consegue ver o corpo do aracnídeo infestado de filhotes – provavelmente a cena também ficou gravada na mente dos rapazes, pois eles parecem muito assustados.

“Olha os filhotes nas costas dela!”, grita o homem e aproxima o zoom para mostrar o abdômen peludo da aranha e suas crias. “Esticada, ela tinha cerca de 10 cm e seu corpo media aproximadamente o mesmo que uma tampinha de Gatorade, com todos os bichinhos nela”, explica o rapaz.

O “bichinho” só estava procurando um lugar seguro para criar os filhotes, mas acabou afugentado pelos dois homens. Brown informa que não matou o animal, apenas o colocou para fora: “Eu a apanhei e a tirei de casa. Ontem mesmo capturei uma aranha-rato e fiz o mesmo” – pelo visto as aranhas gostam do rapaz.

Medo: Aranha-Lobo leva Filhotinhos nas Costas para Conhecer o Mundo

Uma mãe e tanto

As aranhas-lobo são membros da família Lycosidae e possuem ótima capacidade de caça e visão. Algumas atacam as presas diretamente, enquanto outras preferem se esconder e esperar o momento mais oportuno.

Stuart Hine, um dos especialistas do Museu de História Natural de Londres, informa que “a fêmea dessa família de aracnídeos costuma carregar os ovos com ela aonde quer que vá e quando eles eclodem, os filhotes escalam o abdômen da mãe, onde podem buscar abrigo e proteção – incluindo uma parte dos alimentos adquiridos pela aranha”.

As aranhas-lobo são únicas na maneira como carregam suas crias. Elas grudam um ovo de teia nas fieiras que ficam localizadas no fim de seu abdomên, visando assim carregar seus filhotes ainda não nascidos com elas.

Apesar da aparência assustadora, elas são ótimas mães. Assim que aranhinhas saem do ovo, a fêmea permite que elas escalem suas pernas e se abriguem em seu abdomên. Dessa maneira, as criaturinhas ficam camufladas perfeitamente contra os predadores e conseguem mais chances de sobreviver até a fase adulta.

Medo: Aranha-Lobo leva Filhotinhos nas Costas para Conhecer o Mundo

Meus filhos em primeiro lugar

Desde que foi postado na semana passada, o vídeo da mamãe aranha e seus filhotes já foi visto mais de 1 milhão de vezes. Recentemente, após o início da “temporada das aranhas” na Califórnia, EUA, um homem gravou alguns bichinhos que ele havia capturado em um pote.

No vídeo, uma pequena aranha fêmea é atacada por um macho maior. Ela estava repleta de filhotes, os quais foram soltos após a morte da mãe. Alguns especialistas defendem que, aparentemente, a aranha optou em dar aos filhotes a melhor chance de sobrevivência, visto que ela estava sendo ameaçada por um espécime maior.

Todavia, parece que foram os filhotes que tomaram a “decisão”, não ela. A doutora Judith Lock, especialista em ecologia comportamental na Universidade de Southampton, diz que parece que as pequenas aranhas pularam das costas da mãe quando ela estava sendo ameaçada – que filhos desnaturados, não é mesmo?

São poucas as espécies de aranha que permitem que os filhotes peguem carona em suas costas enquanto são pequenos. Isso aumenta as chances de que eles não sejam devorados. “O agressor virou a mãe. Talvez as aranhinhas tenham reconhecido a chance e foi nessa hora que pularam fora”, explica a doutora Lock.

Um especialista em invertebrados do Zoológico de Bristol, na Inglaterra, defende: “Nesse caso, a dispersão dos filhotes foi o melhor método de sobrevivência encontrado pela mãe – não por causar uma distração ou um ataque direto ao macho, mas sim por dar uma chance de eles escaparem. Os cuidados maternais são incríveis no mundo das aranhas”.

Compartilhar no Facebook