BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais

A startup norte-americana BioBots está juntando química e impressão 3D para recriar tecidos e órgãos humanos em miniatura. O processo chamado de biofabricação não é novo, mas a impressão 3D torna tudo mais ágil e barato.

As máquinas antigas que produziam esse tipo de artigo chegam a custar US$ 500 mil, enquanto a nova impressora sai por US$ 5 mil.

 

A ideia é que o aparelho possa ser usado por empresas do setor farmacêutico para evitar os testes feitos em animais.

Para recriar os tecidos a impressora utiliza uma tinta especial com compostos foto-inicializadores capazes de recuperar estruturas biomateriais.

Durante sua apresentação, no TechCrunch Disrupt NY, o mecanismo imprimiu nada menos que uma réplica da orelha de Van Gogh.

Dá pra acreditar?

 

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais

 

 

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais

 

 

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais

 

 

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais

 

 

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais

 

 

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais

 

 

Impressora 3D recria tecidos humanos e pode acabar com testes em animais
Sobre:

Via Catraca Livre

Compartilhar no Facebook