BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Filhote suplica por carinho antes de ser morto e consumido em festival chinês

A imagem abaixo mostra um filhote lambendo a mão de um homem pouco antes de ser abatido em um festival chinês que promove o consumo de carne de cachorro.

Segundo o site Daily Mail, esse é apenas um dos milhares que serão mutilados neste mercado clandestino que existe diante da má fiscalização das autoridades locais.

Pasmem: mais de 10 mil cachorros, a maioria roubados, são mortos para o consumo na região de Guangxi Zhuang. Estima-se que, ao todo, 10 milhões são assassinados por ano em toda a China.

Filhote suplica por carinho antes de ser morto e consumido em festival chinês

No entanto, muitos reivindicam o fim dessa tradição local, como a modelo Gisele Bundchen e o comediante Ricky Gervais.

Por outro lado, muitos outros levantam uma polêmica ainda maior em suas redes sociais: “Vamos todos nos unir para condenar o hábito de comer peru no Natal!” ou “Comer cães é um costume para algumas pessoas. Eles não se importam se comemos cordeiros ou porcos.”

Filhote suplica por carinho antes de ser morto e consumido em festival chinês

Antes de julgar, lembre-se que a carne de cachorro não é consumida pela maioria da população chinesa. Muitos repudiam tal cultura.

“Fico envergonhado que a China seja conhecida ao redor do mundo pela crueldade animal, e Yulin em particular, gostaria que as pessoas soubessem que milhares de chineses estão horrorizados com essa brutalidade.”, disse um ativista chinês chamado Xing Hai.

Filhote suplica por carinho antes de ser morto e consumido em festival chinês

Segundo testemunhas, o que acontece no festival parece filme de terror: os animais são espancados com barras de metal antes de serem mortos.

A boa notícia diante de tanta brutalidade é que uma petição contra consumo de carne de cães e gatos na China obteve mais de 8 milhões de assinaturas até o momento.

Isso quer dizer que o evento que mais mata cães no país tem reprovação tanto dentro da China quanto no exterior. O país tem a chance de acabar com essa tradição se você também assinar aqui a petição que será apresentada no começo de junho.

Faça sua parte e compartilhe!

Sobre:

Best of Web

Compartilhar no Facebook