BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Adolescente está ficando cego após sofrer gravíssima reação alérgica ao medicamento Ibuprofeno

Um adolescente de apenas 13 anos sofreu um duro golpe ao saber que está ficando cego.

 

O problema teve início após tomar o medicamento Ibuprofeno para tratar uma possível infecção viral, através de uma única dose. Sua mãe administrou o Nurofen, sabor morango, acreditando que seu filho Calvin ficaria curado. Mas, ao invés de trazer benefícios, Calvin perdeu 65% de sua pele e foi levado para a UTI onde precisou ser entubado e permanecer em máquinas de suporte à vida por três dias. Os médicos erraram absurdamente o diagnóstico inicial, afirmando que o rapaz possuía catapora.

Na verdade, foi confirmado mais tarde que havia desenvolvido a Síndrome de Stevens Johnson, que faz com que as células da pele comecem a morrer, dando aspecto de queimadura.

 

Adolescente está ficando cego após sofrer gravíssima reação alérgica ao medicamento Ibuprofeno

 

A condição de Calvin foi ainda mais grave por ter desenvolvido, logo em seguida, Necrólise Epidérmica Tóxica, o que significa literalmente que sua pele estava “queimando” de dentro para fora. Ele permaneceu por quase três semanas no Hospital de Addenbrooke, no Reino Unido, até ser autorizado a voltar para sua casa.

A Síndrome de Stevens Johnson afeta apenas duas a cada um milhão de pessoas por ano, em todo o mundo. Infelizmente uma das consequências adquiridas por Calvin foi uma doença ocular bastante dolorosa e progressiva que irá deixá-lo cego ao longo de dois anos.

 

Adolescente está ficando cego após sofrer gravíssima reação alérgica ao medicamento Ibuprofeno

 

Isso foi provocado pela cicatrização excessiva após tomar o Ibuprofeno, o que causou erosões em sua córnea e cicatrizes das mucosas do olho, afetando as pálpebras. Ele ainda possui triquíase, onde os cílios crescem para dentro, incomodando os olhos, além de adesões vítreas, fazendo com que o “gel” que preenche o olho em seu interior comece a diminuir ou se liquefazer, contribuindo para sua cegueira.

“A condição também o deixou com perda de memória e ele grita constantemente se não pingarmos o colírio de hora em hora”, disseram os pais em entrevista ao DailyMail.

 

Adolescente está ficando cego após sofrer gravíssima reação alérgica ao medicamento Ibuprofeno

Os pais pretendem abrir um processo contra os médicos pelo diagnóstico tardio, o que ocasionou uma exacerbação nas consequências da síndrome. Eles afirmam que Calvin foi diagnosticado duas vezes de forma errada: a primeira com catapora, e a segunda com varicela.

Sobre:

Via Jornal Ciência

Compartilhar no Facebook